Ativista tunisina continua em prisão preventiva

Amina Tyler, a ativista tunisina do grupo feminista Femen detida a 19 de maio em Kairouan, vai continuar em prisão preventiva, depois de ter sido acusada de «profanação do espaço sagrado de um cemitério».

Segundo a advogada de defesa, Boshra Bel Hajj Hamida, Amina foi esta quinta-feira presente a tribunal por na altura da detenção estar na posse de um spray de autodefesa.

A jovem pode agora ser condenada a dois anos de prisão. Segundo a advogada, mesmo que Amina seja declarada inocente pela posse do spray, o mais provável é que continue detida até ao novo julgamento, previsto para 5 de junho.

Amina foi presa depois de ter escrito no muro de um cemitério de Kairouan «Femen».

Recorde-se que na quarta-feira, três ativistas daquele grupo feminista acabaram detidas por protestarem seminuas em frente ao Palácio de Justiça pela libertação de Amina.

Via: abola.pt


Short link: [Facebook] [Twitter] [Email] Copy - http://whoel.se/~SeFr9$2uY

This entry was posted in PT and tagged on by .

About FEMEN

The mission of the "FEMEN" movement is to create the most favourable conditions for the young women to join up into a social group with the general idea of the mutual support and social responsibility, helping to reveal the talents of each member of the movement.

Leave a Reply