Justiça tunisiana ordena libertação de ativista do Femen

01. Agosto 2013 - 15:12

A justiça tunisiana ordenou nesta quinta-feira a libertação de Amina Sboui, militante do grupo feminista Femen, à espera de seu julgamento por profanação de túmulo, indicou à AFP seu advogado, Halim Meddeb.

"É uma grande surpresa, a câmara de acusação de Sousse ordenou que ela seja colocada em liberdade", declarou Meddeb.

"Será livre em algumas horas, não esperava isso", disse o advogado da jovem, que permanece detida desde maio em uma prisão para mulheres não muito longe de Sousse, 149 km ao sul de Túnis.

Amina Sboui é acusada de ter pintado a palavra "Femen" no muro do cemitério de Kairuan (150 km ao sul de Túnis) para denunciar uma concentração salafista. Enfrenta uma pena de até dois anos de prisão por profanação.

A justiça havia abandonado nas últimas semanas o processo por ultraje contra guardas da prisão e atentados contra o pudor.

Esta jovem de 18 anos, que foi ameaçada em março por ter publicado na internet fotografias com os seios à mostra ao estilo das Femen, foi detida no dia 19 de maio durante sua ação de protesto.

afp_tickers

Via: swissinfo.ch


Short link: [Facebook] [Twitter] [Email] Copy - http://whoel.se/~iMhDZ$3sE

This entry was posted in PT and tagged on by .

About FEMEN

The mission of the "FEMEN" movement is to create the most favourable conditions for the young women to join up into a social group with the general idea of the mutual support and social responsibility, helping to reveal the talents of each member of the movement.

Leave a Reply