Primeiro-ministro favorável à libertação das Femen

 

Bruxelas - O Primeiro-ministro tunisino, Ali Larayedh, anunciou numa entrevista publicada hoje (quarta-feira) por um jornal belga que o poder deverá libertar as três activistas europeias de Femen, presas em Tunis, caso "a justiça o fizer ", refere a AFP.

"Espero que este caso termine com a maior brevidade. Se a justiça tunisina não as libertar, nós deveremos libertá-las. O presidente da República dispõe-se de direito de perdão nas suas competências", declarou Larayedh ao diário Le Soir, durante uma visita a Bruxelas.

" Acredito que estas jovens mulheres agiram ofensivamente para o sexo feminino, elas não usaram os meios e nem a forma correcta. Mas elas não foram abusadas e têm direito a julgamento formal ", acrescentou Larayedh, quadro do partido islamista Ennahda no poder.

As três Femen, duas francesas e uma alemã, devem ser julgadas em recurso hoje (quarta-feira) depois de serem condenadas em primeira instância a quatro meses de prisão por se manifestar semi-nuas para apoiar Amina Sboui, uma activista tunisina da FEMEN presa desde 19 Maio.

Via: portalangop.co.ao


Short link: [Facebook] [Twitter] [Email] Copy - http://whoel.se/~dRinI$3Nk

This entry was posted in PT and tagged on by .

About FEMEN

The mission of the "FEMEN" movement is to create the most favourable conditions for the young women to join up into a social group with the general idea of the mutual support and social responsibility, helping to reveal the talents of each member of the movement.

Leave a Reply