Ativista presa e acusada de atentado ao pudor – Diário de Notícias

Amina, de 19 anos, foi acusada de ter escrito numa das paredes do centro religioso, que fica perto de um cemitrio na cidade tunisina de Kairouan, o nome do grupo de ativistas e acabou detida, acusada de atentado ao pudor.

"A nossa sociedade muulmana e no aceitamos essas condutas marginais", explicou Mohamed Ali Arou, porta-voz do ministrio do Interior da Tunsia.

O protesto de Amina ocorria durante o encontro anual de islmicos conservadores. Alguns religiosos no gostaram da jovem ter escrito Femen na parede e a polcia acabou por deter Amina.

A tunisina diz pertencer ao Femen - teria uma bandeira que queria pendurar na mesquita - grupo de ativistas feminista criado na Ucrnia. Amina ficou conhecida quando em maro colocou uma fotografia sua no facebook com os seus mostra e com a frase "o meu corpo pertence-me". Recebeu ameaas e os pais chegaram a obrigar a ficar em casa. Porm, Amina fugiu e regressou agora s formas de protesto.

Via: dn.pt


Short link: [Facebook] [Twitter] [Email] Copy - http://whoel.se/~Ri0bD$2pc

This entry was posted in PT and tagged on by .

About FEMEN

The mission of the "FEMEN" movement is to create the most favourable conditions for the young women to join up into a social group with the general idea of the mutual support and social responsibility, helping to reveal the talents of each member of the movement.

Leave a Reply