Category Archives: PT

Por medo, fundadoras do Femen deixam Ucrânia

Três fundadoras do grupo feminista Femen, famoso por suas ativistas que manifestam em topless, anunciaram neste sábado que deixaram a Ucrânia por medo de repressão, após a descoberta de armas em seu escritório em Kyiv pela polícia ucraniana.   Alexandra Shevchenko, Anna Goutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrânia temendo por suas vidas e sua liberdade", indicou o Femen em um comunicado publicado em seu site oficial. As três ativistas vão "continuar suas atividades na Europa", afirma o comunicado.   As fundadoras do Femen decidiram deixar o país depois de serem chamadas para interrogatório >>>

Comunicado Fundadoras do grupo Femen fogem da Ucrânia

Alexandra Chevtchenko, Anna Goutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrânia por recearem pela sua vida e liberdade", indicou o grupo num comunicado publicado no seu 'site' oficial. As três ativistas "vão continuar as suas atividades na Europa", precisa o comunicado. As fundadoras do Femen tomaram a decisão depois de terem sido convocadas pela polícia para um interrogatório, de acordo com a mesma fonte. O grupo feminista afirmou que as três mulheres podiam ser acusadas de posse ilegal de armas - que pode ser punida com uma pena até cinco anos de prisão - depois de a polícia ter >>>

Fundadoras da Femen fogem por recearem pelas suas vidas

A decisão foi tomada depois de a polícia ucraniana ter alegadamente encontrado armas na sede do movimento, em Kyiv, após buscas no local.

De acordo com o comunicado emitido pela Femen, Yana Zhdanova, Anna Hutsol e Alexander Shevchenko foram convocadas para um interrogatório, pelo que «passariam de ser suspeitas para ser acusadas».

As três ativistas, «temendo pela sua vida e liberdade», fugiram da Ucrânia e vão agora «continuar as atividades do grupo» na Europa, lê-se na nota.

Via: marataizes.com.br

Fundadoras da Femen fogem por recearem pelas suas vidas

As três fundadoras do movimento feminista Femen fugiram da Ucrânia por temerem pelas suas vidas, de acordo com uma nota publicada no site do grupo.A decisão foi tomada depois de a polícia ucraniana ter alegadamente encontrado armas na sede do movimento, em Kyiv, após buscas no local.De acordo com o comunicado emitido pela Femen, Yana Zhdanova, Anna Hutsol e Alexander Shevchenko foram convocadas para um interrogatório, pelo que «passariam de ser suspeitas para ser acusadas».As três ativistas, «temendo pela sua vida e liberdade», fugiram da Ucrânia e vão agora «continuar as atividades >>>

Fundadoras do grupo Femen fogem da Ucrânia – Diário de Notícias

Alexandra Chevtchenko, Anna Goutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrnia por recearem pela sua vida e liberdade", indicou o grupo num comunicado publicado no seu 'site' oficial.As trs ativistas "vo continuar as suas atividades na Europa", precisa o comunicado.As fundadoras do Femen tomaram a deciso depois de terem sido convocadas pela polcia para um interrogatrio, de acordo com a mesma fonte.O grupo feminista afirmou que as trs mulheres podiam ser acusadas de posse ilegal de armas - que pode ser punida com uma pena at cinco anos de priso - depois de a polcia ter dito na passada tera-feira que encontrou >>>

Fundadoras do grupo Femen fogem da Ucrânia por recearem pela …

fotodrAlexandra Chevtchenko, Anna Goutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrnia por recearem pela sua vida e liberdade", indicou o grupo num comunicado publicado no seu 'site' oficial.As trs ativistas "vo continuar as suas atividades na Europa", precisa o comunicado.As fundadoras do Femen tomaram a deciso depois de terem sido convocadas pela polcia para um interrogatrio, de acordo com a mesma fonte.O grupo feminista afirmou que as trs mulheres podiam ser acusadas de posse ilegal de armas - que pode ser punida com uma pena at cinco anos de priso - depois de a polcia ter dito na passada tera-feira que >>>

Fundadoras do Femen deixam a Ucrânia por medo da repressão

Três fundadoras do grupo feminista Femen, famoso por suas ativistas que manifestam em topless, anunciaram neste sábado que deixaram a Ucrânia por medo de repressão, após a descoberta de armas em seu escritório em Kyiv pela polícia ucraniana. Alexandra Shevchenko, Anna Goutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrânia temendo por suas vidas e sua liberdade", indicou o Femen em um comunicado publicado em seu site oficial. As três ativistas vão "continuar suas atividades na Europa", afirma o comunicado. As fundadoras do Femen decidiram deixar o país depois de serem chamadas para interrogatório >>>

Fundadoras do Femen fogem da Ucrânia por medo de perseguições

Alexandra Chevtchenko, Anna Gutsol e Iana Jdanova "fugiram da Ucrânia porque temiam por suas vidas e sua liberdade", indicou o grupo Femen em um comunicado publicado em seu site oficial. As três militantes vão "continuar suas atividades na Europa", especifica o texto. As fundadoras do Femen tomaram a decisão de sair da Ucrânia depois de terem sido convocadas para um interrogatório policial na sexta-feira. Um revólver e uma granada foram apreendidos pelas forças da ordem durante uma perquisição na terça-feira na sede ucraniana do grupo, em Kyiv. Um dia depois dessa descoberta, >>>

Femen protestam contra “perseguição” das autoridades ucranianas

Outras Notícias “Nos meus seios há sempre uma mensagem” 19/06/2013 14:53 CET Protesto do FEMEN em Kyiv 08/06/2013 15:24 CET Ucrânia: Delegação das Femen encerrada 27/08/2013 22:26 CET Femen acusam polícia ucraniana de “sequestro” durante… 29/07/2013 00:35 CET Protesto das Femen em Kyiv 19/07/2013 13:52 CET “Os nossos seios são as nossas armas”, foi com este slogan que dezenas de ativistas do grupo feminista Femen protestaram, >>>

Femen suspende atividades na Ucrânia

0 ComentáriosTweetCompartilharO Femen decidiu suspender suas atividades na Ucrânia, país sede do movimento. A informação foi divulgada por uma das suas principais ativistas, Alexandra Shevchenko. Ela revelou que a decisão de interromper as ações do grupo foi tomada em conjunto para preservar as vidas de todas as militantes, pois temem ser mortas.Segundo Alexandra, nos últimos tempos, as ativistas do Femen foram atacadas cinco vezes. Por isso, elas decidiram viver em outros países, onde possam se manifestar livremente. Na terça-feira, 27, foi divulgada a informação de que os >>>